Candidíase e tratamentos naturais

Candidíase e tratamentos naturais
1 de julho de 2020 Gandharvika Ocque Batista

Palavra-chave: Auto Valorização

A Cândida vaginal é um tipo de fungo que se manifesta com a baixa imunidade e problemas intestinais. Você pode ter esse fungo habitando o seu corpo, porém em condições adequadas do nosso organismo e Ph vaginal equilibrado não há campo para se proliferar, ele será normalmente controlado.

Como forma preventiva é importante que você mantenha a saúde intestinal em dia, a sua imunidade alta, e que a roupa íntima seja 100% de algodão e adequadamente higienizada, evitando também o aumento de bactérias danosas que geram inclusive cistites e infecções urinárias. O uso de medicamentos alopáticos podem resolver alguns tipos de crises de cândida, mas em consequência também irão destruir a sua imunidade, assim como o uso excessivo de antibióticos.

Caso essa cândida esteja proliferada muito além da mucosa vaginal, ela vai se tornar recorrente, fazendo a mulher passar por grande sofrimento, por isso é preciso antes de tudo usar protocolos de tratamentos naturais e analisar os aspectos emocionais.

Durante a gestação também é comum mulheres apresentarem crises de cândida, neste caso é por causa das mudanças hormonais do corpo e desregulação do Ph vaginal, é preciso paciência e o uso das medicinas naturais será de grande ajuda.

 

Aspectos emocionais:

Analisando os efeitos físicos e o que isso provoca em nós, podemos ver alguns sinais do que está nos levando à recorrência dessa doença. A cândida provoca ardência, dores durante a relação sexual, queimação e coceira na mucosa vaginal, além de um corrimento abundante, com aparência de iogurte e mau cheiro. A sensação para quem já teve é de grande desespero, raiva, ansiedade, irritação e “nojo” de si mesma. Muitas sentem que estão sujas e que provocaram isso por falta de higiene.

Todas essas sensações levam à mulher a um afastamento imediato do parceiro, ao ponto de não permitirem que ele se aproxime ou encoste. Geralmente podemos relacionar isso aos problemas conjugais, situações onde as mulheres não estão se sentindo valorizadas por seu parceiro, violências sexuais que as fizeram se sentir “sujas”. Entretanto, nem sempre tem relação com o parceiro, mas sim ao sentimento da falta de valorização de qualquer pessoa estimada, como por exemplo no trabalho que desempenham, familiares próximos ou amigos.

Protocolo de tratamento natural para candidíase vaginal

Iremos trazer algumas dicas consideradas mais efetivas na prática para a eliminação da cândida. É possível encontrar muitas outras dicas de coisas naturais em livros e textos de ginecologia natural, como colocar iogurte natural no canal vaginal, ou mesmo o alho que consideramos que seja arriscado e desnecessário.

Higienização durante a crise: Lave-se diariamente com vinagre de maçã diluído em água.

Alívio da coceira e regularização do PH: Faça um banho de assento diariamente 1x ao dia com chás concentrados de Camomila e Calêndula, Vinagre de Maçã e bicarbonato de sódio. Aliado a isso use Óleo de Coco extra virgem puro ou com óleos essenciais (ver receita abaixo). Óvulos vaginais de calêndula também são efetivos para a limpeza do canal vaginal e podem ser comprados em farmácias homeopáticas.

Receita de pomada para tratamento de candidíase: 30g de Óleo de Coco extra virgem, 05 gotas de OE de Tea Tree melaleuca, 05 gotas de OE de Gerânio e 05 gotas de OE de Ylang Ylang. OE* = óleos essenciais. Passar em toda a região vaginal externa e interna 3x ao dia por no mínimo 21 dias. A pomada deve ser usada pelo parceiro também.

Receita de banho de assento para tratamento de candidíase: Dissolva 2 colheres de sopa de leite em pó em um copo de água, adicione a essa mistura 06 gotas de OE de Pimenta Rosa, 03 gotas de OE de Bergamota e 04 gotas de OE de Tea Tree melaleuca. OE* = óleos essenciais. Fazer o banho 1x ao dia. Pode adicionar à mistura um chá concentrado de ervas. Dica importante: Não use óleos essenciais na banheira ou banho de assento sem dissolver em leite em pó ou óleo vegetal, pois os óleos essenciais não se dissolvem na água e não terão funcionalidade para o tratamento.

Recuperação da flora vaginal: Corte um pedaço de Aloe Vera in natura do tamanho de um dedo e o introduza no canal vaginal, faça isso todas as noites antes de dormir por 07 dias.

Dicas de chás: Dente de Leão (desintoxicante e diurético) e Camomila (calmante).

Todas as receitas mencionadas acima devem ser usadas em paralelo e não isoladamente, juntamente com os cuidados na alimentação, que consiste em cortar laticínios, açúcares e glúten, aumentar as fibras e probióticos, consumir limão e aloe vera para melhorar a imunidade e promover uma desintoxicação, consumir alimentos temperados com alho e cebola para melhorar a ação antifúngica e antibacteriana do sistema imunológico.

Caso todas essas práticas não eliminem as crises de cândida, é possível fazer um tratamento que consiste na ingestão de óleos essenciais, mas este deve ser feito com acompanhamento de um Aromaterapeuta.

Fonte de pesquisa:

Formação completa em Aromaterapia – Terra Flor Aromaterapia | Vishwa Aroma – Por Luciane Schoppan
Ginecologia natural por Anna Sazanoff – Saberes da Mãe Terra
Manual de Introdução à Ginecologia Natural – Pabla Pérez San Martin

Produtos relacionados e úteis para prevenção e tratamento: